PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Porto Seguro, 25 de Abril de 2015
Porto Seguro
+26°C

22/04/2015
por Miro
Irmão de peixe, peixinho é....

Lourenço recebeu os irmãos Robério, Dudu e diversos outros convidados.

Algumas pessoas e amigos me ligaram, nesta semana, perguntando o que eu  achei do aniversário que comemorou os 57 anos do articulador político Lourenço Oliveira, irmão do deputado Robério, comemorado no último sábado, na Maçonaria de Eunápolis no qual não pude estar presente em virtude de só ter retornado a Porto Seguro na última segunda. Ando tão azarado ultimamente que não tenho achado nada. Mas, pelo jeito, tem gente morrendo de medo de Lourenço. Só pode.

Não deveriam. Conversei com Lourenço na semana passada e o que ouvi dele não é motivo para preocupação de ninguém. Muito pelo contrário. “Não sou candidato a nada. Voltei para Eunápolis em virtude da minha esposa, que trabalha na Caixa Econômica Federal, e o que observei foi uma cidade carente de lideranças a dialogar com o povo mais de perto, muitos com saudades de Robério, e que hoje, por força do mandato e de Cláudia, divide seu tempo mais entre Porto Seguro e Salvador. Aí, muitos amigos e lideranças me perguntaram se eu aceitaria ser candidato e eu disse que, assim como qualquer cidadão eunapolitano, que goste de política e que  goste de  Eunápolis, eu colocava meu nome à disposição da comunidade e de todos. Quem decide uma eleição é o povo. Mas é claro que a preferência é do atual prefeito Neto, até por força do cargo e das lideranças e partidos que reúne. Este zum zum zum todo, qualquer pessoa esclarecida sabe, não quer dizer que serei candidato a prefeito ou a qualquer outro cargo. Para ser prefeito o caminho é longo, passa por diversas circunstâncias, e não basta apenas eu querer. Estou aqui para ajudar na construção do que for melhor para Eunápolis”, resumiu o irmão do deputado.

O aniversário

Quanto ao seu aniversário, sendo um grande articulador político, irmão de um deputado e ex-prefeito de prestígio na cidade, ainda cunhado de uma prefeita, e que tem dedicado seus últimos 10 anos quase que exclusivamente à atividade política, natural que suas relações e circulo de amizade sejam em sua maioria políticas.

E foi assim, rodeado de dezenas de amigos, correligionários e lideranças  que Lourenço comemorou seu aniversário.  Nada mais do que isso. Queriam o quê? Que ele convidasse somente o pessoal do Rotary, do Lions, de algumas igrejas – ou seja lá de que área for -  com quem ele não tem uma convivência mais estreita e diária como a que tem com a política? Qual o motivo para tanta preocupação ou espanto com relação a quem esteve presente ou não na comemoração? Para quê tanto medo ou preocupação?

 Nem sempre é assim, mas, em geral, irmão de peixe, peixinho é. Ainda mais no caso de Lourenço, apaixonado pelo irmão Robério e pela atividade política. É claro e óbvio que maioria dos presentes fossem ligados à política.

Opinião pessoal

Já quanto à sua possível candidatura, aí, como já comentei,  são outros quinhentos. Poder ser candidato, qualquer cidadão em situação regular com a Justiça Eleitoral - e que não seja ficha-suja -  está, ao menos em tese,  apto a participar da disputa. No caso de Lourenço, que conhece tudo e mais um pouco sobre a arte das composições, ainda mais sendo irmão de Robério e cunhado de Cláudia, mais fácil ainda. Seu nome pode, sim, emplacar, e emplacar bem.

Até eu, atualmente com meus dois braços quebrados e sem um tostão no bolso, se comprar, mesmo que fiado,  um partidinho qualquer – e eles existem às dezenas – e der uns trocos para os mercenários da mídia regional, também posso ser candidato. Por que não? Garanto que, mediante uma pequena paga – até nisso alguns são pobres -  tem gente que me colocaria nas alturas. Seria Deus no céu e eu na terra.  Aliás, tem gente na "grande mídia" que adora criar uma candidatura. Quantas mais boquinhas houverem, melhor. Hajam tetas para saciar tanto apetite.

Só que entre o poder, o querer e o ser de fato prefeito numa cidade como Eunápolis – ou Porto Seguro, como queiram - vai uma distância muito grande. Não se trata de uma simples briga de meninos barrigudos, como sempre faço questão de lembrar aqui no blog. É preciso ter muita bala na agulha. Antes de reunir gente, é preciso reunir partidos e lideranças e, antes de reunir partidos e lideranças, é preciso reunir muito dinheiro.

Sonhar todos podem

Nomes, por exemplo,  como o do vereador e lutador de MMA, José Ramos, de Dapé, de Cordélia ou de qualquer representante da Maçonaria ou seja lá de que segmento for, soam como verdadeiras piadas  à sucessão eunapolitana. Da mesma forma que o nome de Roberta Caires soa aqui, embora isso não desqualifique nenhum dos pretendentes. Simplesmente querer ou sonhar, nestes casos citados, não é poder. O ex-prefeito Robério conseguiu dar um nó na oposição na vizinha cidade, de difícil desate, largando-a sem pai e nem mãe.

A sucessão de Eunápolis, hoje - ao menos hoje e na minha modesta visão – passa pelas mãos e pelo entendimento do prefeito Neto, da vice Maria Menezes e, principalmente, do deputado Robério Oliveira, dono absoluto e inconteste da maioria dos votos, capaz de enfrentar e vencer a todos adversários juntos, se  assim o que quiser.

A diferença de Neto e Robério

A grande diferença entre Neto e Robério é que o deputado ama a política, a qual se dedica como poucos. Já Neto, tido como bom administrador, é discreto e não nutre paixão pelo cargo, dizendo, muitas vezes, que ser prefeito é por demais desgastante - o que é verdade -  coisa que nunca ninguém ouviu do hoje deputado.

O nome de Lourenço, repito, pode, sim, emplacar. Basta ele convencer, ao menos a princípio,  o prefeito Neto, sua vice Maria e seu irmão Robério de que ele é realmente o cara. Será que ele conseguirá este feito? Se Lourenço vai deixar de ser um peixinho e se tornar um tubarão na política,  logo, logo o futuro e as composições partidárias irão dizer. Competência e carisma não lhe faltam.

18/04/2015
por Miro
O belo discurso de Jânio Natal e o silêncio de Robério Oliveira

 

Ao menos de papo, o deputado e ex-prefeito Jânio Natal é um sujeito bom. Recentemente, na Assembleia, fez um bonito discurso criticando a situação do Hospital Luis Eduardo Magalhaes. As críticas foram pertinentes. As condições da unidade sao péssimas e nao se pode mesmo falar em construir uma ponte ligando Salvador a Itaparica enquanto milhares de baianos morrem em hospitais do interior  por falta de atendimento médico, fruto da negligência e da falta de repasses do Governo do Estado.

Na ocasião, Jânio foi socorrido em seu discurso pelo colega e deputado Fábio Souto, que disse que o deputado, além da saúde, era um profundo “defensor da segurança pública no Sul da Bahia”. Confesso que quase caí pra trás quando ouvi os dois discursos.

O silêncio de Robério

Jânio só deixou, por exemplo, de ser aparteado pelo também colega, deputado Robério Oliveira, que perdeu a oportunidade para lembrar-lhe sobre o que fez o deputado, de fato, quando foi prefeito ou deputado federal, para melhorar a saúde em Porto Seguro e no HLEM.

Para quem nao lembra, um dos raros feitos do ex-prefeito em prol da saúde foi levar mais de um ano e meio para reformar um pequeno posto  em Pindorama. Isso mesmo, mais de um ano e meio. caro leitor. Um unico e pequeno posto. Nada mais, ao menos em seus dois primeiros anos de mandato. Se alguém lembrar de alguma outra obra realizada na pasta, durante o seu governo, pode me cutucar. Nem mesmo uma simples ambulância o ex-prefeito destinou ao Baianao. Quanto ao HLEM, nao fez absolutamente nada e nao conquistou nenhuma melhoria.

Já como deputado federal e membro permanente do Conselho de Segurança da Câmara, de tao preocupado com a segurança pública, Jânio nao compareceu a uma reunião sequer, tendo tido nada menos do que 100% de faltas, conforme revela o site "Acompanhe seu deputado". Está lá, para quem quiser conferir.

Como dizem, o inferno está cheio de boas intenções. Robério comeu, literalmente, mosca.

16/04/2015
por Miro
A candidatura de Lourenço Oliveira

Acerca da pequena polêmica que se estabeleceu em torno da possível candidatura de Lourenço Oliveira a prefeito de Eunápolis, com direito até mesmo a nota emitida pelo seu irmão, o deputado Robério Oliveira, embora Lourenço possa reunir competência e capacidade de articulação suficientes para tanto, o que descredibiliza a possibilidade é justamente a origem da informação.

É a típica informação que já morreu em seu nascedouro. Afinal, qual leitor mediamente esclarecido que pode levar a sério uma informação postada por um site reconhecidamente venal e de encomenda, onde praticamente todas as matérias sao tendenciosas, distorcidas e atendendo  a interesses sempre obscuros? Qual a credibilidade? Alguém, por acaso, acredita na honestidade ou numa linha sequer do que ali é escrito? Alguem conhece 'jornalista' mai maldoso ou mentiroso?

Ademais, ao que se saiba, a fila para ser prefeito de Eunápolis, ao menos entre os roberistas, é grande. Se Lourenço teria ou terá condições de furá-la ou nao, só mesmo o tempo para dizer.

O jornalista Geraldinho Alves, do site Bahia 40 Graus, comentou apenas aquilo que qualquer jornalista sensato questionaria. Infeliz e fora do contexto nao foram suas observacoes e, sim, o lancamento de tal 'candidatura'. Brincadeira !

14/04/2015
por Miro
Sonhar com a prefeitura nao custa nada

Nao se sabe ao certo se é para rir ou para chorar com relação a algumas supostas candidaturas para prefeito ou prefeita em 2016. Claro que querer e sonhar todos podem. Sonhar nao custa mesmo nada. Já ser prefeito ou prefeita, sao outros quinhentos.

Como sempre bem lembra o ex-prefeito Gilberto Abade, será que alguns candidatos imaginam que a disputa pela prefeitura de Porto Seguro é briga de meninos barrigudos? Será que só querer ou sonhar resolve alguma coisa?

Exigências básicas

Existem, para quem nao sabe ou ainda nao se convenceu, apenas duas maneiras de ser prefeito ou prefeita da nossa cidade, sobretudo diante de um eleitorado viciado e mal acostumado: ou com muito dinheiro ou com um passado de muitos trabalhos prestados a comunidade, capaz de reunir um bom grupo de pessoas que realmente acredite numa proposta de trabalho  e em determinada candidatura, abrace a causa e convença a população a votar em seu candidato.

Mesmo assim, é preciso ter muita bala na agulha. Fora estas duas condições, qualquer candidatura nao passa de pura balela. Antes de começar a reunir gente, é preciso reunir muito dinheiro. Uma campanha nao custa menos do que 5 milhoes de reais. Infelizmente.

14/04/2015
por Miro
Lúcio Pinto precisa refrescar sua memória

A prefeitura tem investido em modernos equipamentos de saúde, o que nao ocorria na mesma forma em anos anteriores.

O empresário Lúcio Pinto, meu amigo pessoal de vários anos - ao menos fora da política - quase todos reconhecem,  é um sujeito bonachão, simpático, muito educado e bom de prosa. Até pouco tempo atrás, antes de sonhar em ser prefeito – embora hoje, segundo duas decisões unânimes do TRE,  nem mais candidato possa ser - praticamente todos gostavam de ouvi-lo. Lúcio era um rapaz  discreto, sensato, com cara de bom moço,  se declarava apenas empresário, e dizia até mesmo nao concordar com algumas, digamos assim, práticas familiares.

Porém, bastou sonhar  com o trono,  até seus mais diletos amigos dizem que ficou um sujeito chato, sempre com as mesmas conversas chatas, e que sua obsessão pelo poder cegou-lhe  completamente, ao ponto  de encarreirar, sobretudo ultimamente,  sequências de bobagens e falácias, umas maiores do que as outras. O que nao faz a sede de poder na vida de um jovem ambicioso e sonhador, hein, caro leitor?

Os pés pelas mãos

Registro aqui, por exemplo,  uma das suas maiores falácias, postada em seu Facebook, no dia de ontem, segundo a qual a prefeitura “gastará aproximadamente 4 milhoes de  reais no Sao Joao Elétrico, sendo 720 mil em apenas três atrações, dinheiro este que daria para pavimentar diversas ruas ou construir um posto de saúde”, escreveu Lúcio.

É, o meu amigo precisa, pelo jeito, refrescar a sua memória. Ou procurar outro discurso ao menos um pouco mais consistente e convincente. Só de gogó nao vive e nao se faz um bom político. Quem conhece bem a história política e administrativa da cidade sabe do que falo e como tudo se deu nos últimos anos. Mas, se Lúcio nao se recorda, nao custa nada lembrar-lhe. Vou tentar ajuda-lo. Afinal, amigo é para estas coisas. Vamos aos fatos, resumidamente.

Caos total

Durante os anos de 1996 a 2003, época do reinado do seu irmão Ubaldino Junior, a Saúde de Porto Seguro nunca foi tao negligenciada e tao mal tratada. Foi um verdadeiro caos, para dizer o mínimo. Sem praticamente postos de saúde, salários atrasados,  sem ambulâncias -  as poucas que existiam  eram sucatas e nunca tinham gasolina – com poucos médicos e enfermeiras, sem exames e sem consultas, segundo relatório da CGU, milhões de reais eram desviados todos os meses e transformados em fazendas, postos de gasolina e loteamentos. Alguém ainda lembra?

Sim, eu ao menos ainda me lembro muito bem. Sequer um posto de saúde razoavelmente decente existia  no Baianao. Os quatro ou cinco  que existiam ficavam concentrados na sede, afora Arraial e Trancoso. Os dos bairros e distritos eram um verdadeiro Deus nos acuda. Familiares, vereadores e lideranças políticas eram obrigadas a pagar a gasolina das ambulâncias do seu próprio bolso para que as mesmas pudessem prestar algum socorro. As pessoas simplesmente morriam sem receber qualquer tipo de assistência. Até uma vaca mecânica, destinada  a fornecer leite de soja as crianças carentes do Baianao, virou sucata, nao funcionou um único dia e do dinheiro destinado ao programa desapareceu misteriosamente dos cofres públicos. Só nao me perguntem para aonde foi o dinheiro, nao faço a menor ideia,

 Se alguém esqueceu, ainda  tiver qualquer dúvida, ou achar que sou pago para defender a atual administração – aliás, esta é uma bela tentativa de tentar desqualificar e confundir a opinião pública - é só perguntar para qualquer vereador da época. O edil Cido Viana e tantos outros que o digam. Nao é por nada que as maiores irregularidades e desvios eram praticados justamente na Saúde, cujas verbas, diga-se de passagem,  eram federais e carimbadas, o que tornou Ubaldino e seu tio, Uldurico, inelegíveis até hoje e ainda por vários anos vindouros. Sao nada menos do que dezenas de processos junto ao TCU, nos quais ficou comprovado um festival de irregularidades. Um verdadeiro horror. Quem assegura isso sao os próprios conselheiros do órgão, nao sou eu.

Uma outra realidade

Já o que se vê hoje em Porto Seguro, em que pese muito ainda precise ser feito ou mudado para melhor, é uma realidade completamente diferente daquele triste passado. Embora a saúde pública no Brasil seja o verdadeiro calcanhar de Aquiles de todas as prefeituras – vide demanda maior que a oferta e atraso nos repasses financeiros – em nossa cidade, afora a construção da sede do SAMU, criação do Lacen e a realização de diversas campanhas, nada menos do que 11 novas USF (Unidade de Saúde da Família) estão sendo construídas e entregues a população, a exemplo das da Praça do Gravatá, do Frei Calixto e do Mirante, entregues recentemente. Se os recursos em sua maioria sao federais, ressalte-se as contrapartidas da prefeitura e o desenvolvimento de programas que tornam nosssa cidade apta a receber tais recursos. Sem as certidoes, organizaçao, disciplina, esforços e competência, nada disso estaria acontecendo. Por que será que outras cidades da regiao, a exemplo de Eunápolis, passam longe de tais conquistas? Pense, caro leitor.

Acrescente-se a elas a reforma e a ampliação das USFs de Vale Verde e Imbiruçu de Dentro, apenas para citar duas, as quais, segundo moradores, há mais de 20 anos nao eram equipadas e reformadas. Ninguém me contou isso. Eu mesmo estive nas unidades, vi e entrevistei diversos moradores. Estao lá, para quem quiser ver, os postos de saúde, totalmente reformados, ampliados e equipados com modernos consultórios e equipamentos médicos e odontológicos de primeira qualidade, coisa nunca antes vista nos distritos. Se alguém achar que estou exagerando, nao  custa nada conversar com a população.

Claro que isso nao significa que a Saúde nao tenha suas mazelas, que eventualmente nao faltem médicos ou enfermeiras, ou que os atendentes estejam sempre solícitos e bem humorados no atendimento ao público. Mas o que já foi feito ou está se fazendo nestes dois primeiros anos da atual administração, tanto na Saúde como em diversas outras áreas, vamos e convenhamos, nunca havia sido feito antes. Só nao vê ou reconhece quem nao quer. Ou quem nao pode reconhecer, o que deve ser, acredito,  o caso de Lúcio. Algum defeito, para aparecer, ele sempre tem que encontrar.

Além disso, e o mais importante, nao existe até o momento nenhuma suspeita ou sequer denúncia de desvios na Secretaria da Saúde de Porto Seguro. Estou mentindo? Estou exagerando?

Investimento nao é gasto

Aí me vem o meu amigo  Lúcio Pinto, do alto da sua reputação familiar – falo no sentido político e administrativo, por óbvio – no discurso o mais demagogo possível, dizer que a prefeitura está gastando 4 milhoes de reais no Sao Joao Elétrico, esquecendo que tal valor, considerando que somos uma cidade turística, nao é gasto e, sim, investimento.

Com 4 milhoes de reais realmente daria, sim,  para se construir um ótimo posto de saúde ou pavimentar diversas ruas, até concordo, isso é indiscutível. Mas o que dizer quando se observa que, mesmo investindo tal quantia no megaevento, diversas ruas têm sido pavimentadas e diversos postos de saúde têm sido construídos pela atual administração? Ou será que antes era melhor, quando nao existia nenhuma e nem outra coisa?

Por que será que outros governos anteriores nem construíam postos, nem pavimentavam ruas, tampouco investiam no Sao Joao Elétrico e o dinheiro sumia do mesmo jeito? Qual a mágica que vem sendo feita? Ou qual a mágica que outros prefeitos faziam para nao fazer praticamente nada e o dinheiro mesmo assim sumir? Será que a atual administração nao está sendo no mínimo competente, ao fazer o que outras administrações nao fizeram?

Acho que os amigos de Lúcio realmente têm razão:  a política  subiu-lhe a cabeça, ele perdeu a serenidade, nao possui argumentos plausíveis e passou a falar um monte de bobagens. Virou um chato de galocha. Infelizmente. Perdeu mais uma oportunidade de ficar calado. Acho que meu velho amigo se dá mais para um bom uísque do que para ser político.

Veja, caro leitor, apenas algumas das obras que estao sendo realizadas pela Secretaria da Saúde em nosso município. E, mesmo assim, ainda temos o Sao Joao Elétrico. Pra viver e ser feliz, é claro.

  

  

09/04/2015
por Miro
Polícia para quem precisa de polícia

O delegado se desligou do caso sem prestar sequer satisfacao a sociedade baiana, tendo sido falho em vários pontos do inquérito.

O delegado Élvio Brandao, responsável por grande parte da investigação sobre o assassinato do prefeito Rielson Lima, está a dever grandes explicações a sociedade baiana. Sao muitas as falhas e as omissões do atual diretor do Detran ao longo do inquérito policial. A começar pelo fato de nao ter ouvido os PMs suspeitos de facilitar o crime, apesar do pedido feito pelo promotor Dinalmari Mendonça.

Acrescente-se o fato de Brandao também ter se desligado do caso sem sequer ter se pronunciado sobre o seu trabalho, após ter garantido, há mais de 6 meses atrás, que estava a um passo de prender o assassino e os mandantes do assassinato, garantindo em 100% a prisão de toda a quadrilha envolvida da trama.

Além disso, o delegado já tinha elementos mais do que suficientes para prender os envolvidos. Ele sabia, por exemplo, o local exato onde se reuniram todos os criminosos, uma hora após o crime, além de várias outras informações, indícios e provas que dispunha. Nao prendeu porque nao quis. Ou, como dizem as más línguas, tentou colocar uma pedra do “tamanho da de Guaratinga” sobre o caso.

Espera-se que a nova delegada encarregada das investigações nao  caia no mesmo e triste erro do delegado. Uma vergonha para a polícia baiana. Depois, quando a gente abre o verbo, dizem que somos polêmicos. Até as pedras de Itagimirim sabem quem mandou matar o ex-prefeito. Passou da hora da polícia prender todos os criminosos, em especial o chefe da quadrilha e principal interessado na morte de Rielson.

09/04/2015
por Miro
Claro que Neto é candidato

Ao que tudo indica, o prefeito Neto será candidato novamente em 2016.

Possa ser que o blog esteja muito enganado, mas dificilmente a intuição e a experiência irão nos trair. Chega a ser infantil e risível as divagações e incertezas acerca da possível candidatura do prefeito Neto Guerrieri.

É mais do que claro, é evidente que ele é candidato. Aliás, nao é apenas candidato, é candidatíssimo. Só acredita que ele nao disputará a prefeitura em 2016 quem nao quer, quem nao observa seu comportamento, quem é ingênuo   ou quem nao entende absolutamente nada de política, embora Neto, por óbvio, vá negar tal possibilidade até aonde puder, eis que a fatura a ser paga é alta. Quanto mais ele retardar o seu lançamento, mais economizará.

Se ele possui cacife ou condições de enfrentar o deputado Robério Oliveira, caso o ex-prefeito queira entrar no páreo - onde ao que tudo indica é imbatível - bem, aí já sao outros quinhentos, e que só o futuro vai dizer.

08/04/2015
por Miro
A volta do Jornal Topa Tudo impresso

Já está no forno o projeto editorial que deverá trazer de volta o Jornal Topa Tudo, versão impressa, cuja circulação deve voltar a ocorrer em no máximo 60 dias.

Com um detalhe: o jornal será regional, com editorias voltadas especialmente a Porto Seguro e Eunápolis, assinado em conjunto e parceria com um dos maiores jornais da vizinha cidade.

06/04/2015
por
A volta de quem não foi...

 

Há exatos 36 dias do trágico acidente que quase ceifou minha vida, para a alegria de alguns poucos, bons e sinceros amigos, e dos muitos desafetos que o jornalismo voltado aos bastidores da política absorve, eis me de volta ao batente.

 

Capengando, meio que de arrasto, movimentando com muita dificuldade apenas dois dedos da mão esquerda, mas de volta. Como se diz aqui no sul do Brasil, não está morto quem luta e quem peleja. Apesar das dores e da enorme dificuldade para digitar, bem sei que nao posso me entregar. Continuar é preciso.

Dor e lágrimas

Bem verdade que a batalha não foi e não está sendo nada fácil.  Uma mão, um braço e um cotovelo fraturados em várias partes, com fraturas expostas, o inestimável socorro do SAMU, o pronto atendimento da equipe do Hospital Luis Eduardo Magalhães, a viagem às pressas para o sul, as duas delicadas cirurgias sofridas – que duraram 8 horas – quatro dias de UTI, 48 horas urrando de dor, quando nem altas doses de morfina eram capazes de diminuir a tortura, os diversos pinos e placas no braço e cotovelo direito, as madrugadas acordado e envoltas em lágrimas, o mais completo desespero, os mais de 30 dias de dores ininterruptas, o início da fisioterapia, o longo período de recuperação que ainda tenho pela frente. Meu Deus,  quanta dor, lágrimas e dificuldades. Será que eu merecia tudo isso?

Vivendo e aprendendo

Mas a vida ensina. Em  meio a tanto sofrimento, aprendi que só de não sentir dor, o sujeito já deve se sentir grato a Deus,  feliz e realizado. O resto é resto. Como bem nos ensina a sabedoria popular, a dor só dói para quem a sente.

Difícil narrar aos leitores o drama, os prejuízos – profissionais, financeiros, emocionais e acadêmicos – que um simples acidente de motocicleta pode causar na vida de alguém. Ou que ao menos causou na minha. Coitado de quem se acha importante ou auto suficiente, e que confia no seu próprio entendimento ou no poder dos seus braços. Ledo e crasso engano. Em segundos, tudo muda ou pode mudar. E acabou-se o que era doce. Menos mal que a providencia divina poupou-me a vida, livrando-me da morte, de uma cadeira de rodas ou de graves e irreversíveis sequelas neurológicas.

Poderia ter sido pior, bem pior, como diz uma amiga minha. Como cristão, só sei dizer que acredito em Deus e na Sua sabedoria, agora mais do que nunca.  Ele sabe muito bem por que permitiu que tamanha reviravolta acontecesse em minha vida. Um dia, quem sabe, eu narre em detalhes o saldo real resultante daquela estressada e fatídica sexta-feira, na qual acordei às 4 horas da madrugada e trabalhei por 18 horas praticamente ininterruptas, até literalmente apagar, a 30 km por hora, numa Biz, a qual sempre pilotei com invejável habilidade.

Mas certamente meu relato e impressões pessoais não deve interessar à maioria dos leitores. Vamos ao trabalho. Bola pra frente que atrás vem gente.

Agradecimento

Para finalizar esta rápida introdução, gostaria de expressar meus sinceros agradecimentos pelas centenas de mensagens de carinho e apoio que recebi dos amigos e até de pessoas que eu jamais esperava.

 Como, em meio a dor, a vida nos ensina. Citá-los seria quase que impossível. Mas registro em especial o apoio e socorro recebidos pelo SAMU, da equipe de médicos e enfermeiros  do HLEM, da prefeita Claudia Oliveira, do deputado Robério Oliveira, do vice Beto Nascimento, das secretárias Edna Alves e Lívia Bittencourt, de Renata Menezes, do secretário Jailson Ferreira, do empresário Reinaldo Lima, do presidente da Câmara Elio Brasil – que foram os primeiros a me visitar – dos pastores Alfredo Pacheco, Katia Mirn, Afonso, Ricardo Soares, Waldik Paixao, Gilter, Deíse Magalhães e, enfim, a todos que, de uma forma ou de outra, expressaram sua amizade e seu carinho numa hora tao difícil, e que evidentemente  torcem pela minha recuperação.

Estas pessoas me mostraram que o melhor da vida mesmo é ter bons amigos,  e que Porto Seguro é uma terra  boa para se viver e ser feliz, como sempre diz a prefeita Cláudia. Prometo jamais decepcioná-los, fazendo de tudo para me tornar um ser humano a cada dia melhor, estreitando nossos laços de carinho, respeito e amizade.

Xô,  maldade !!!

Quanto à algumas versões fantasiosas, maldosas e totalmente desconexas da realidade  sobre o acidente, deixo ao critério do caráter e da imaginação de cada um. Cada boca fala ou escreve aquilo que carrega em seu coração. Graças a Deus, à minha família e aos meus verdadeiros amigos, ou seja,  àqueles que realmente gostam de mim e que me conhecem, a estes não devo maiores explicações.

06/04/2015
por Miro
Gente séria e esforçada é outra coisa...

 

E quando eu digo que Porto Seguro vive um novo tempo em sua administraçao, não exagero, não minto e nem jogo confetes gratuitos. Dia 28 de fevereiro, sábado pela manha, enquanto eu recebia os primeiros socorros no HLEM, ainda sem saber do acidente, lá estavam a prefeita Cláudia, o deputado Robério, o  vice Beto e a secretária Edna Alves, verificando, pessoalmente, as precárias condições do hospital, para relatar ao governador Rui Costa, que viria na próxima semana, a triste realidade daquela unidade hospitalar.

Não é por nada que  o governador já esteve por duas vezes, em menos de 90 dias, em Porto Seguro, trazendo benefícios e aprovando projetos que nenhuma prefeitura baiana ainda recebeu em seu governo, tais como o aumento de 5 para 10 leitos na UTI, implantação da UTI Neonatal e a disponibilidade de tomografia para o município.

Gente séria e que tem sebo nas canelas, como bem frisou o governador em Vera Cruz, é outra coisa. Sabem quando nossa cidade receberia tratamento tão distinto, não fosse o casal Oliveira? Nunca. Ainda mais diante da grave crise que atinge estados, municípios e o governo federal.

Sabem quando um prefeito, um vice, um deputado e uma secretária da Saúde foram, em pleno sábado de manha, verificar pessoalmente as condições do HLEM? Também nunca. Ao menos que eu saiba. Para pensar.





PUBLICIDADE
CLASSIFICADOS
BUSCAR NOS CLASSIFICADOS






Passando a Alimpo Rádio Brilho do Sol 26-12-2014


PASSANDO A LIMPO # RADIO BRILHO DO SOL 15-12-2014


PASSANDO A LIMPO # 20-02-2015 * MIRO PAUTZ COMENTA, JUNTO COM JOSÉ ARLINDO, A VISITA DO GOVERNADOR RUI COSTA E OUTRAS AUTORIDADES A PORTO SEGURO, SOBRE A MELHORIA DOS ÍNDICES DE VIOLÊNCIA NO MUNICÍPIO E O CASO RIELSON LIMA


PASSANDO A LIMPO # 04-02-2015 * MIRO PAUTZ COMENTA ÚLTIMOS ACONTECIMENTOS RELACIONADOS AO ASSASSINATO DO PREFEITO DE ITAGIMIRIM, RIELSON LIMA, E COBRA DAS AUTORIDADES A ELUCIDAÇÃO DO CASO


BAND NOTICIAS # 24-04-2015 * NO PROGRAMA DESTA SEXTA, DESTAQUE PARA A PARTICIPAÇÃO DO TREINADOR DE FUTSAL DA EQUIPE DE PORTO SEGURO, QUE IRÁ REPRESENTAR O ESTADO DA BAHIA NO IX CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTSAL SUB-15 EM RECIFE NO PRÓXIMO MÊS.


BAND NOTICIAS # 23-04-2015 * NESTA QUINTA-FEIRA ACONTECEU MAIS UMA MESA REDONDA DO ESPORTE. DESTAQUE PARA A PARTICIPAÇÃO DO REPRESENTANTE DA FEDERAÇÃO BAIANA DE TÊNIS DE MESA, LUIS TATA, QUE ESCLARECEU DETALHES SOBRE O ESPORTE E SUA PRÁTICA NA REGIÃO.


PUBLICIDADE
ENQUETE
Como você avalia as atrações do Carnaval 2015?

Boas, dentro do possível
Muito boas, as melhores dos últimos anos
Ruins, nada a ver
Péssima, estou de mal com a vida e detesto Carnaval.

     

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VERSÃO ANTERIOR
- Rede Topa Tudo
- Blog do Miro